Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Caracol

Um blogue pseudo-humoristico-sarcástico. #soquenão #ésóparvo

Nugget, nugget, oh noooooooo

Gosto muito, mas assim mesmo muito, desta música. É gira, é fofinha, é rómanticaaaaaa, enfim é uma música de gaja e para gaja, que fica no ouvido e é fácil gostar-se dela.

Só que esta melodia abre-me o apetite. É uma espécie de reflexo de Pavlov, mal a oiço salivo e todo o meu cérebro torna-se uma frigideira gigante onde estão os mais crocantes, saborosos e calóricos nuggets.

Eu sei que o defeito é meu, alguma avaria ali no departamento auditivo, mas eu juro que no refrão ouço nugget, o que é estranho porque não tem nada a ver com a música.

Passei a hora de almoço nas lides domésticas, cantarolando  "I won't leave you nugget, nugget, oh nooooo" e temo passar a tarde nisto.

Digam-me que também ouvem nugget, por favor.

 

 

 

Vê-se logo que é português #7

Já cheira a segunda, não é?

Amanhã é dia de regresso ao trabalho, depois de 17 dias em casa com o miúdo.

E porque acho que tudo corre melhor se acompanharmos com boa música, deixo-vos hoje com Rodrigo Leão e Stuart Staples Tindersticks. Que voz, meu deus! Que voz!

Enrosquem-se numa manta, encostem-se no ombro do vosso amor, fechem os olhos e deixem-se levar. 

 

Vê-se logo que é português #6

O canal Panda teve a brilhante de convidar a Luísa Sobral para o seu Bairro.

Fiquei muito feliz quando, no hábito de ouvir os Amigos, a Xana ou os Caricas, escutei a sua vozinha. Até julguei estar a alucinar, ou que a televisão tivesse vida própria e sintonizasse num outro canal. Mas não, quando vi, lá estava ela, a Luisinha, com a sua viola e vozinha suave e tão aprazível aos meus tímpanos.

Ainda só ouvi duas, esta que aqui vos deixo e uma outra dos Pês que, querida Luísa-que-gosto-tanto-de-ti, não se apanha uma palavrita, a não ser pizza e pão. O resto, nicles.

Fica aqui o João, no vídeo original, que é mais bonito que o do Bairro.

 Bom domingo blogovizinhos! =)

Não é português (mas podia ser) #2

Todos os dias, a caminho do trabalho, passo por um sujeito que caminha, literalmente, para trás.

Eu sei que é pelo exercicio, mas não deixa de ser estranho.

Todos os dias, sempre que por ele passo, sinto-me como se estivesse neste video dos ColdPlay.

Já é antigona, mas vale sempre a pena escutá-la.

 

Não é português (mas podia ser)

Escutei há dias, na Antena 2, por mero acaso.

Fiquei de tal forma agarrada à melodia, que desacelerei a viatura, na expectativa de fazer perdurar os 3 minutos e 38 segundos de pura beleza.

Escutem, com toda a vossa atenção, e permitam-se levar, quem sabe por espaços ainda não alcançados, por este pedaço de arte em formato acústico.

 

 

Ólafur Arnalds, Ljósiõ

 

É, ou não é belo? :-)

Vê-se logo que é português #3

Pequeno Mário, diz quem percebe, já escuta. Escuta o trabalhar das entranhas da mãe, o arrulhar lamechas do pai e todo este mundo estranho cá fora.

Sua mamazita, que não quer que lhe falte nada nesta sua vida, tem-se preocupado em dar-lhe boa musiquinha para ouvir.

Ele é Rodrigo Leão, Madredeus, Clã, Amália, Camané, Diabo na Cruz, Virgem Suta e outros que tais, todos tugas, que estrangeirada (e que há bem boa, há, mas lá chegaremos) terá tempo de conhecer.

Por hoje, iremos escutar Noiserv.

E é tão bom, tão bom, que partilhamos convosco.

Prestem atenção e deliciem-se com o vídeo. =)