Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Caracol

Um blogue pseudo-humoristico-sarcástico. #soquenão #ésóparvo

Só eu... #5

Depois de várias peripécias com o saudoso Fiat Punto de '99 (que podem ler aquiaqui e aqui), lembrei-me, ou melhor, a Chic lembrou-me, após uma aventura sua que envolveu o pé, o hospital e um creme, desta minha aventura.

Pois bem, a minha envolveu também um pé, também o hospital mas algo mais... pesado, em vez de um creme.

Antes de mais, deixem-me emitir o seguinte alerta, não vão crianças ler isto e achar que é sempre assim: não façam isto em casa. Nem na rua. Nunca, jamais, em tempo algum, sigam os meus passos.

Prossigamos então para  o dia em que atropelei um carro. Só com um pé, hã? Muita forte eu.

Estava atrasada para o trabalho, já na queima, mesmo em cima da hora, cheia de pressa, vá de verificar bem se podia atravessar, olho para um lado, daqui posso, olho para outro, daqui vem dois, volto a verificar do lado oposto e ok, continua livre, passam os dois carros e vá de começar a atravessar a rua. Só que... Não vi o terceiro carro. Vi a mala que trazia na mão esquerda voar à minha frente (mas apanhei-a com a direita ainda antes de bater no chão. Tenho ótimos reflexos), ouvi um retrovisor a partir e senti qualquer coisa no pé direito.

Ok, penso eu, estás fora da passadeira, partiste o espelho a um carro com a mala... FOGE, antes que perceba que foste tu.

Um péssimo pensamento, eu sei, mas foi a primeira coisa que me ocorreu. E lá fui, tentando escapulir-me atravessando a rua a correr tanto quanto as minhas sandálias de salto me permitiam.

- Ei! Menina? Está bem?

Raios, pá! Afinal, o gajo viu que fui eu!

- Estou. Peço desculpa, não o vi. Parti-lhe o espelho, mas fique com o meu contacto que pago-lhe o arranjo - fui dizendo enquanto o maxilar inferior do sujeito ia descaindo.

- Mas... O espelho? Mas... Eu também não a vi... Tem a certeza que está bem? Eu acho que lhe passei por cima do pé...

E nisto olhamos para o meu pé, que estava de facto um bocadinho escuro.

Ah, ah, afinal foi isto que senti! Boa Caracol, partes o espelho ao gajo e ainda mandas um valente biqueiro na roda! Não podias ter melhor pontaria!

- Se calhar é melhor leva-la ao hospital, isso dá a ideia de estar a ficar pisado.

Hospital? Mas o homem está doido? Eu estou sozinha na loja, não dá jeito nenhum. E já passa da hora...

- O quê? Isto? Não, isto é só sujo. De certeza que foi quando acertei com o pé no pneu. - Aleguei, sacudindo algum pó do pé, mas apercebendo-me que, afinal, não era só sujidade.

- Mas... Não lhe dói? - o homem estava verdadeiramente atónito.

Bom, agora que fala nisso... Talvez um bocadinho. Mas nada de especial. O molar que tenho para desvitalizar às vezes é pior.

- Não. Mói só assim um bocadinho, mas nada especial. Olhe, veja, eu até mexo bem o pé e tudo. - dizia, enquanto girava o tornozelo e mexia os dedos.

- Olhe que é melhor ir ao hospital, isso agora está quente, pode não sentir muitas dores, mas é melhor ver. Eu tenho a certeza que lhe passei por cima do pé. Venha, eu levo-a.

Oh valha-me deus! E a loja, hã? Quem abre a loja?

- Não é preciso, a sério. Eu estou mesmo bem e isto de certeza que está só pisado. Mas, caso não me sinta bem, irei logo à urgência. Fique descansado.

- Então fique com o meu contacto e ligue-me, caso seja necessário ativar o seguro.

- Certo. E fique com o meu também, para pagar o espelho.

- Deixe lá o espelho menina! Vá mas é ao hospital ver isso.

Prometi que sim, que o faria.

Mas isso, fica para outro post, que este já vai longo e o puto já acordou da sesta. =)

 

 

37 comentários

Comentar post