Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Caracol

Blogue com informação crucial à sobrevivência.

Só eu... #11

Esta coisa das corridas bateu-me forte, como diz senhora minha Cunhada, e a verdade é que começo mesmo a gostar de mexer a pernoca. Há já dois fins de semana que queria dar a volta ao quarteirão, lá na terrinha, mas não consegui. Cismei, porque cismei, que seria este domingo. Toca a adiantar tudo, que os sogros vinham almoçar lá a casa, de modo a ficar livre meia hora antes do almoço. 

Saquei uma aplicação XPTO, que tinha uma boa classificação e vários comentários positivos, ativei a minha conta e vamos embora que se faz tarde. 

Ainda antes de começar, a aplicação informa, do alto da sua sabedoria tecnológica, que para optimizar o treino era aconselhado ativar o GPS. Mandei-a dar uma volta, que sabia perfeitamente o trajeto que iria fazer, coisa pouca, não me apetecia gastar tráfego e eu é que mandava. Mas ativei a voz da coisa, porque um incentivo vai sempre bem. 

A meio da corridinha - não é digno sequer chamar corrida àqueles 2.5km - pensei "este gajo desta aplicação deve ser mudo. Já estou quase a meio e ele não diz a quantas ando. Quando chegar a casa, vou reclamar disto."

Volvidos quase 17 minutos, chego a casa, feliz da vida, paro a aplicação que me pergunta imediatamente se pretendo partilhar a coisa no meu facebook. E eu, claro que sim, olha agora a esfalfar-me a subir a minha rua toda e não ia partilhar isso com o mundo. 

Só que... Vinte minutos depois, diz o homem:

- Ó mulher, tu estás muita forte! 0.00 km em 17 minutos?! Uau!

Gelei. 

Fui verificar e era verdade, a porcaria da aplicação não contou os metros percorridos. 

- Olha lá, tu ativaste o GPS? - pergunta o homem.

- Eu não! Para que queria isso? Eu sabia perfeitamente o caminho! Não me ia perder cá na terra! 

Revirar de olhos e estalada mental de azelhice. 

 A culpa é da aplicação, claro, que não explicou devidamente em que consistia a "optimização do treino". 

 

2 comentários

Comentar post