Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Caracol

Um blogue pseudo-humoristico-sarcástico. #soquenão #ésóparvo

Então e o Fear The Walking Dead, hã?

Gostei.

A primeira temporada foi assim a modos que fraquinha, esfrangalhava os nervos a qualquer alminha, mas era óbvio que seria assim, não haveria tanta ação como na série mãe, as personagens não saberiam como reagir perante o cenário apocalíptico, era tudo muiiiiiiito parado e com pouca emoção.

A segunda temporada, estreou na segunda feira e posso afiançar que está um mimo. A caracterização continua aquém, mas o enredo e o rumo da trama, acabaram por safar o episódio.

Nick, conforme já tinha previsto na temporada anterior, é uma personagem do catano! Espero bué daquele chavalo. Strand parece-me ser um safadola, que viveu muito à custa do mal dos outros, mas que sabe como safar  em situações limite. Gosto dele, mas há ali qualquer coisa que que me faz desconfiar... A ver vamos.

Incrível como, no começo da segunda temporada já se percebe que o inimigo não são os mortos vivos, esses são só um obstáculo, mais ou menos fácil de ultrapassar. O grupo de Rick demorou três temporadas a perceber que os humanos são o verdadeiro problema, um bocadinho mais lentos, mas não se pode ter tudo. Além de que compensaram largamente em cenários zombie e emoção.  

Para o próximo episódio, aguardaram-nos os piratas que me parecem ter alguma ligação ao fulano com a Alicia meteu conversa. Ou até serão os mesmo, a ver vamos.

Em suma, Fear the Walking Dead, não é Walking Dead, não tem metade daquilo que estamos habituados, mas lá chegará. É dar-lhe tempo e, acima de tudo, assumir aquilo como uma série diferente, com o mesmo cenário da original, mas noutro contexto, com outras personagens, outras histórias, outros pontos de vista.

E por aí, mais alguém viu? Dão-lhe uma hipótese ou nem por isso?

15 comentários

Comentar post