Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Caracol

Um blogue pseudo-humoristico-sarcástico. #soquenão #ésóparvo

Conversas de balcão #5

No supermercado, enquanto aguardava que me entregassem o carapau amanhado, observo alguns compinchas tentando escapulir-se pela rede que os segura.

Penso cá com os meus botões: "Olha, aqueles grandes são tal e qual os do meu jardim. Nheca."

 

- Quer um saquinho deles menina?

- Não, obrigada. Para a Caracol já basto eu.

 

Ainda intrigada com o mexericar dos bichos, fiz notar:

 

- Olhe, estão a mexer-se...

- Pois estão. Então, se estão vivos mexem-se!

 

Caiu-se-me tudo. Fiquei com os olhos vidrados, qual boneco animado japonês e gaguejei:

 

- Mas... Mas... Vocês vende-nos vivos?

- Não podemos vendê-los de outra maneira, menina.

- E depois? Vão assim para a panela? Vivos?

- Vão pois!

- O PAN sabe?

- Quem?

- O Partido dos Animais e da Natureza.

- Deve saber, mas não deve gostar... Aqui tem o seu carapau.

 

Pego no meu peixe, lanço um último olhar aos caracóis e resisto à vontade de os comprar só para os libertar no quintal. Pobres bichinhos. Não se faz.

Perdida nestes pensamentos, avisto um pedaço de mau caminho aproximar-se da banca, assobiando enquanto exclama:

- Eh lá! Que belo petisco! Também leva?

Mordo a língua, seguro as mãos firmemente no carrinho para não sortear uma lambadas e afirmo enquanto o fuzilo com os olhos:

- Prefiro peixe.

Há dias que de facto uma pessoa de manhã e à tarde não pode sair à noite.

 

4 comentários

Comentar post