Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Caracol

Blogue com informação crucial à sobrevivência.

Bege vs Nude


Vamos lá ver se a gente se entende: mas que raio de moda é esta de chamar nude ao bege?! Não entendo, palavra que não me entra na moleirinha, este tipo de estrangeirismo. Daqui nada dizemos: "Essa camisola red é so gira!" Não, não, não e não!!!! Já chega de palavras cobiçadas de outras linguas! Ele é soutien, é T-shirt, é post, é link, é e-mail, é uma panóplia de vocábulos que não são nossos, não derivam sequer da nossa língua e de repente, zás!, entram pelos nossos dicionarios adentro! Sim, sim, está bem, os exemplos que mencionei são muito úteis à nossa sobrevivência comunicativa com o mundo, blá-blá-blá.... A sério? Dá assim tanto trabalho dizer endereço electrónico? Ou texto? Ou camisa T (lembro-me de ler isto n'O Bando dos Quatro, para aí há 12 anitos, vão à biblioteca e procurem pelo tio João, está bem?)? Que estas palavras estrangeiras já façam parte do nosso vocabulário há imenso tempo, eu aceito. Que nos facilitem a vida e a comunicação, quase aceito - certa vez, pedi o endereço electrónico a um sujeito. O tipo olhou para mim como se fosse de outro mundo e deu-me a morada. Tive que dizer e-mail. - agora, onde é que nude facilita a vida a alguém? Ou tartan? Esse padrão fantástico que já existia no tempo da carochinha e se chama.... Tcharan: Xadrez!!!!
No entato, o verdadeiro problema disto é que não são fenómenos passageiros, palavras que vêm este ano e para o ano já ninguém se lembra. Não é isso que acontece! Ainda há pouco tempo, numa conversa com um vendedor, o fulano chamava-me a atenção para aquela nova cor que o estilista XPTO tinha criado.
- Sabe - dizia ele - aquela nova cor, que está muito em voga este ano, o nude.
Apeteceu-me gritar-lhe: "Ó homem, que raio está para aí a dizer?! O fulano não inventou coisissíma nenhuma, essa cor já existe, chama BEGE! Ouviu bem? B-E-G-E!"
Mas isto não se fica por aqui!
Andava eu a deambular pacificamente num centro comercial (aquilo que muitos de vós conhecerão como shopping), quando todo o meu sistema visual bateu na mala em destaque numa das montras. Teve que ser, eu não queria, eu ainda tentei seguir em frente, mas a piquena seguia-me com aquele ar de sem-abrigo que todas as malas possuem. E lá entrei eu na loja, a fim de analisar melhor a minha futura amiga de ombro.
- Bom dia! Gostava de ver aquela mala da montra, por favor. A que tem xadrez.
- Ah, sim tem saído muito bem esta mala. E está muito na moda este ano o tartan.
Vêem? E depois eu é que sou a anormal! Olha qu'isto!O pessoal sabe que se usa o que já se usou, mas como fica giro ter outros nomes, pimba!, espeta-se-lhes com estrangeirismos! Isso não está certo! Chamem o que quiserem ao bege: castanho claro, cor-da-pele o que entenderem, mas nude é que não! Na dúvida, comprem um dicionário, está bem?



2 comentários

Comentar post