Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A Caracol

Um blogue pseudo-humoristico-sarcástico. #soquenão #ésóparvo

Atletas Anónimos - A Maria

 

Foto de Maria Canha.

 

 A Maria, nutricionista de profissão, é uma inspiração no que toca à actividade física.

Abrir o seu Instagram é como accionar um mecanismo de Pavlov carrregado de adrenalina e ficamos logo com vontade de calçar as sapatilhas e enfiar o esqueleto no ginásio. 

Não lhe bastando o treino de "manutenção", a Maria é culturista, participando várias vezes no Bikini Fitness, onde arrecadou o 3º lugar na sua categoria, em 2017.

Uma autêntica bomba que podem conhecer um bocadinho mais a fundo na conversa que se segue. 

 

 

 

Bem-vinda ao meu humilde tasquinho Maria. Quem te vê pelas redes sociais, percebe que dedicas grande parte do teu tempo ao treino. Já o fazes há muito tempo?

 

Comecei a treinar ginásio (musculação vá, que aulas de grupo sempre fiz) no último ano da faculdade. Em 2012 (que velha!!!) porque tinha conhecido, no Algarve um casal de culturistas que me inspirou! e apaixonei-me pelo estilo de vida. Achei que era fantástico um desporto em que o resultado final acabamos por ser "nós"!

 

Levas a coisa um bocadinho a sério e inclusivamente participas em provas de culturismo. Consegues dar-nos umas luzes do que é avaliado ou testado numa prova dessas?

 

Ora bem então a resposta a essa pergunta é fácil... TUDO é avaliado desde o bikini, à quantidade de massa muscular (não pode ser demasiada mas também não pode ser "pouca"), maquilhagem, pintura (sim, a tonalidade do corpo não é solário, nem natural!), o desfile, as poses, a forma de estar em palco…

E a definição muscular, não? Ou é apenas uma benesse dos treinos?

Sim, sim! A definição também é avaliada! É preciso saber equilibrar muito bem o grau para não ser em demasia nem ser "em falta".

 

Sei que vai parecer parvo, mas... Como é que vocês sabem qual a proporção ideal de definição?

 

Não é nada parvo! Na realidade até faz sentido a pergunta. Não há é uma resposta taxativa. É o que fica esteticamente bem. Por definição "Os grupos musculares devem ter uma beleza natural e firme, com baixa percentagem de gordura e sem volume muscular. A beleza deve ser realçada em todos os momentos."

 

Hmmm... Tinha uma ideia errada do culturismo, achava que o objectivo era “crescer” ao máximo o tecido muscular.

 

Muita gente tem!

Depende muito da categoria! Na minha (bikini fitness), a demasiada massa muscular acaba por ser um factor que prejudica, já que o objectivo é apresentar um corpo harmonioso.

 

 

 

maria canha.jpg

  

Estou a perceber... 

Para conseguir a definição que precisas, deves a vida a treinar, literalmente. Quanto do seu tempo é dedicado aos treinos? E, pergunta pertinente, gostas efectivamente de exercício?

 

Essa parte depende do macrociclo competitivo, ou seja: se estiver a quase a chegar a altura de uma prova (mais ou menos 1 mês e meio antes) começo a fazer o cardio e aí demoro cerca de 1h45 a treinar (siiim é muito :P) mas no resto do tempo demoro, no máximo, 1h15!

Entendo a pergunta, porque para muita gente, treinar fechada num ginásio é um sacrifício. Para mim, é o melhor tipo de desporto! Amo! Amo o tempo que tenho para mim, sentir cada repetição. A música faz toda a diferença no processo. Não foi sempre assim, no início não tinha esta paixão toda, claro! Mas depois de começarmos a ver resultados é bem mais fácil!

E, não sendo hipócrita, nem sempre apetece treinar! Daí ser importante criar o hábito.

 

Bem sei que já é do conhecimento praticamente geral, mas nunca é demais: qual é, verdadeiramente, a importância da alimentação para aquela pessoa que treina de forma rotineira?

 

A alimentação é a base de tudo! Vejo todos os dias pessoas que treinam há anos e estão exactamente iguais. Isso não tem nada de errado, se o objectivo delas for ir para o ginásio para descomprimir ou fazer amigos. Agora, se o objectivo passar por perda de peso/aumento de massa muscular/saúde temos de ter sempre em atenção o que comer antes do treino (na maioria das vezes, preferência hidratos de carbono de absorção lenta e alguma proteína) e após o treino (regra geral, proteína e HC de absorção rápida!).

 

Sendo culturista (é este o nome?), não sentes que ao fim de algum tempo a musculação acaba por ser "mais do mesmo"? Não se torna entediante?

 

Entendo bem a pergunta! Mas realmente acho que se aplica o "quem corre por gosto não cansa!"

Eu adoro treinar com ferro!

 

Já eu... Adorooooooo cardio, tem que haver doidos para tudo. :P

Num mundo maioritariamente masculino, não sentes dificuldade acrescida por ser mulher? Ou é algo que (já não) se aplica tanto no culturismo?

 

Hmm… Pois! Já não é um mundo tão masculino assim!

 

Fantástico não sentires discriminação, já cá tive outra menina que lamentou isso, o que torna a coisa mais difícil. 

Por fim, queria que descrevesses o desporto numa só palavra e justificasses a escolha.

 

 

M- Superação: consigo atingir coisas que nunca achei possível (mesmo de prova para prova, quando acabei de o fazer); consigo surpreender-me a mim própria; é um desporto que nos leva a superar a barreira mesmo quando achamos que já não dá mais!

 

maria canha2.jpg

 

 

Obrigada Maria, pela disponibilidade para esta conversa e interminável paciência... 

Podem seguir o seu Instagram e botar os olhinhos em malta valente, conhecer mais sobre este mundo de quem compete e do seu trabalho em nutrição. Os mais malucos, podem sempre retirar algumas ideias para uns treininhos. Não que eu já o tenha feito, entenda-se.