Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A Caracol

Um blogue pseudo-humoristico-sarcástico. #soquenão #ésóparvo

A prova que, de facto, aprendemos sempre qualquer coisa

 

Sou uma pessoa versátil, é sabido. Tenho pouca, ou nenhuma, destreza manual (excepção para as chocas), mas sou bastante conhecedora das mais variadas áreas.

 

Ora atentem lá e aprendam qualquer coisinha:

 

Seis amigos em conversa animada, após uma semana de árduo trabalho.

 

Nós dissertávamos sobre coisas de gaja, preocupações da humanidade e afins, eles sobre trolhice.

 

Ora, sucede que eu tenho um sentido bisbilhoteiro auditivo altamente apurado, estando uma das antenas ali, no mal que vai no mundo das gajas e outra na trolhice dos maridos.

 

Eis que capto o seguinte:

 

R: (cabisbaixo, derrotado)- Não sei como consertar a parede da minha dispensa... (soltando um suspiro de derrota) Tem ali umas ondas que não saem por nada... Já apliquei tudo o que sei... Não sei como vou resolver aquilo. (enfatiza a palavra aquilo, está visivelmente agastado pelo problema)

B: (colocando-lhe a mão no ombro em jeito de consolação) Tem calma, meu. Vais ver que vais resolver, tu consegues.

F: (marido aqui da je, que dos três foi o que nasceu menos abonado em habilidades manuais): Já experimentaste gesso?

 

R acena afirmativamente com a cabeça, beberricando mais um pouco do seu licor Beirão, quando EU lhes ensino o que se segue...

 

EU - Olha lá, ó R, já experimentaste gesso cartonado?

 

Cinco pares de olhos observam-me como se tivesse descoberto a teoria da relatividade. E, esposa de R, ainda desconsertada pelo meu vasto conhecimento na área da trolhice pergunta:

 

- E o que é isso?

 

EU (do alto da minha sabedoria) - Olha, não faço pequena ideia, mas vi no Querido Mudei a Casa! Havia lá uma parede assim torta, eles trouxeram gesso cartonado e aquilo ficou impecável! Lisinho! Muito fixe! Devem vender disso no Leroy, afinal é de lá que vêm os materiais para o programa...

 

Não percebi os abanares de cabeça dos homens, tendo em conta a minha fantástica ideia para resolução do problema, mas creio que estivessem em negação por desconhecerem tal produto. Os homens sofrem com estas coisas. Mexe-lhes com o ego.

 

Nos entretantos, o R explicou-me que gesso cartonado é igual a pladur e que o interior da casa deles é nesse material.

Pronto, também não faz mal nenhum, assim como assim, ficamos a saber que também não era solução... E já sabem, qualquer dúvida é só dizer!