Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Caracol

Blogue com informação crucial à sobrevivência.

Meu rico filho,

Eu sei que ainda és pequenino, que só agora começas a descobrir o mundo e como funciona o que te rodeia, mas eu, como tua mãe, tenho obrigação de explicar algumas coisas simples, mas que te serão muito úteis num futuro próximo (ou assim pelo menos espero).

Assim sendo, vamos começar por aprender uma pequena lição sobre as tuas mãos:

As tuas mãos, fofo do meu coração, servem não só para morder com as tuas gengivas desdentadas, mas também para procurar e pegar em objetos. Sobretudo aqueles que te fazem falta. Sim meu querido, falo da chupeta. Aquela à qual perdes o rasto várias vezes por noite, obrigando a tua rica mãezinha a arrastar-se até o leito para te ajudar nessa demanda.

Eu até nem me importava de o fazer, minha riqueza, se a chucha estivesse inalcançável, se estivesse perdida por entre os lençóis, se te fosse de todo impossivel encontra-la. Mas não! Normalmente ela está perto. Muito perto. Tão perto que te basta esticar um bocadito a tua mãozita pequena e gorducha, nem precisas mexer o braço, repara bem o quão fácil é, e voilá! apanhas a chupeta. Depois, basta voltares a enfia-la na boquita. Compreendes meu menino? A mecânica é esta: procurar, agarrar, abocanhar. Capiche, minha coisa boa? É muito simples e é uma habilidade que te será muito útil pela vida fora.

É claro que precisas de um certo treino, sobretudo na parte do procurar (sais tão ao teu paizinho, meu rico filho!), mas podes aproveitar o tempo que passas na creche para essa empreitada e não só para brincar, comer e dormir. Pensa nisto, sim coisa boa? Podes começar os treinos já amanhã!

Bons sonhos cachopinho, e lembra-te, a mãe está sempre aqui para ti, não precisas agradecer.