Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Caracol

Um blogue pseudo-humoristico-sarcástico. #soquenão #ésóparvo

Estar Grávida É... #3

Descobrir que, de repente, toda e gente é médica.

Assim, num abrir e fechar de olhos, uma grande parte das pessoas que conheço, estudou nas melhores escolas de medicina, sabe as composições dos medicamentos e, c'um caraças, até sabem o que podemos tomar.

Já conhecia esta apetência em alguns, aquando a doença da minha mãe, mas confesso que é coisa que me continua a surpreender.

É que uma coisa é mandar bitaites (eu também os mando), outra coisa é manda-los com certezas médico-cientificas aprendidas na wikipédia. É incrível como conto pelos dedos os que dão palpites e acrescentam: "Mas fala com a tua médica primeiro".  Incrível que haja tanto supra sumo da medicina por aí espalhado e ninguém os valorize.

Já não é a primeira vez que declino palpites sobre o que faço ou deixo de fazer na gravidez, mas também já não é a primeira vez que sou obrigada a dizer "se um dia precisar de outro médico, logo te contrato".

Dou graças por ter o bom senso de não andar a mostrar as ecografias a torto e a direito, temo só de pensar no que a médica (e o técnico que a fez)  terá  deixado escapar. 

A vocês, médicos de praça, muito obrigada por tão valiosas informações e postas de pescada, mas aproveitem o vosso tempo e vão dar sangue. Ou plaquetas. Os doentes a sério, seguidos por médicos a sério, agradecem.  

Estou desgraçada...

Eu já estava convencida que não ia haver mais compras para o pequeno texugo.

Eu tinha prometido ao homem, concordado com ele quando afirmou que o pequeno Mário já tinha roupa suficiente (muita herdada) e que já tinha fofos, jardineiras e fatinhos que lhe chegassem até ter 18 anos.

Já vasculhei os saldos, encontei coisas giritas, mas nada que me aquecesse o coração.

Estava mentalizada que já não havia nada a aproveitar. E depois...

Depois, a CosyThings faz destas coisas:

 

 

É só tudo lindo e fofo e tradicional, tal qual como gosto!

Vou só espreitar...Estou desgraçada...

Porque me traíste tanto?

É esta música, d'A Naifa, que me ocorre quando me lembro de ti e do nosso passado conjunto.

Foi um passado bonito, de companheirismo, de confiança que cega e parvamente depositei em ti.

Sempre que precisei do teu consolo, estavas lá, sempre pronto e disponível, prometendo nunca me deixar sozinha, com falinhas mansas de quem sabe vender o que lhe adita. Eu, a idiota, em ti acreditei, deixando-me levar pelas tuas cantigas.

E o que fizeste tu? Cobardemente me abandonaste. Logo quando mais precisava de ti.

Ainda não consegui perceber porque o fizeste, afinal, sempre te fui fiel, nunca te troquei por outro qualquer cujo efeito fosse similar, nem sequer pelo genérico. Sempre ali, fiel à premissa do "amigos para sempre".

Amigo da onça, foi o que me saíste!

Mas fica sabendo, que a vingança é um prato que serve frio.

Muito frio.

Gelado. 

É que sabes, eu encontrei outro. Muito melhor do que tu. Que te suplanta em todos os sentidos. Ou estavas à espera que aguentasse estoicamente até ao fim da tua ausência?

Empurrei-te para bem longe da gaveta onde moravas, para não ter mais que encarar a tua trunfa traidora. Fechei-te num saquinho bonito, verdinho cor da esperança, e entreguei-te na farmácia mais próxima. Sem ressentimentos, mas não te quero mais.

Por isso...

 

Adeus, Aerius.

 

 

 

 

Olá doçura! =)

 

 

 

 

 

 

Estado com Graça #5

Nem ao diabo lembrava

 

Quando o mundo consegue vislumbrar a nossa gravidez, há todo um conjunto de comportamentos que nem ao demo lembrava. Aqui está o meu top 3:

 

1º "Estás de bebé?"

É das expressões mais parvas que já ouvi. Só por isso já tem lugar no pódio. Não faz sentido. Isto quer dizer o quê? Que tenho cara de bebé? Que carrego um bebé? Se fosse isso, seria "Estás com bebé?" e seria ainda mais estranho. Nah, para mim não funciona e dizerem-me isto está ao mesmo nível de quem atira "Estás de trombas!..."

 

2º "Ah, que giro agora és um 2 em 1"

Já falei dela aqui, e continuo a não lhe ver nada de bonito. Se fossem dois, suponho que estaria ao nível da santíssima trindade, o que parecendo que não, elevaria a coisa a outro patamar.  Como é só um, fico-me pela prateleira dos detergentes. Está muito certo. Quero só frisar que, a ser um líquido de limpeza super eficiente, estou no patamar das melhores marcas, assim um Sonasol ou um Ajax. Jamais um Ultra-Pro.

 

3º Fazer festinha na barriga

Eh pá esqueçam  lá isso... Se não vos conheço de lado nenhum, o mais certo é levarem com um olhar fulminante. Ou, como sou um bambi, com um sorriso amarelo enquanto invento desculpas para me pirar da vossa beira.  Eu sei que não é por mal, e que, na maioria dos casos, é só uma demonstração de carinho e entusiasmo, mas não deixa de ser intrusivo. Mesmo que seja uma barriga fofinha como a minha (gaba-te cesta!). Já viram como seria se tocássemos em tudo o que é fofinho? "Oh, que mamas tão fofinhas que a senhora tem!" ou "O seu rabo é mesmo arranjadinho!", estão a ver, não estão? Vamos então meter as mãozinhas nos bolsinhos, sim?

 

Já viram o que me uma pessoa atura? Ele há com cada uma...

Volto Já

Mas, enquanto volto e volto, fui aqui assolada por uma dúvida que me inquietou: agora que sou 2 em 1 estou ao nível de quê? Um champô e condicionador? Um limpa vidros dupla acção? Um lava tudo desinfectante e e que dá mais brilho?

E porque raio só me lembro de 2 em 1 relacionados com limpezas ou equivalente? E quem é que inventou esta expressão?

Como disse, volto já, com mais dúvidas inquietantes.

Logo depois de um curto intervalo para jantar.